Receita Federal participa de encontro internacional sobre NAF na Colômbia

04 de dezembro de 2017

 Evento patrocinado pelo Eurosocial teve como objetivo disseminar boas práticas do NAF e ações de Educação Fiscal.
Receita Federal participa de encontro internacional sobre NAF na Colômbia

Do dia 27 de novembro ao dia 1° de dezembro, aconteceu em Florencia, na Colômbia, o Encontro Internacional para fomentar a cultura tributária em zonas afetadas pelo conflito armado na Colômbia. A proposta é que nessa estreita colaboração entre a administração tributária, as universidades e a sociedade sejam construídas estratégias de educação cívica e tributária.

A Receita Federal foi representada pela gerente nacional e regional do NAF, da Divisão de interação com o Cidadão (Divic) da Superintendência da 8ª Região Fisal, analista-tributária Ana Paula Sacchi Kuhar e pelo analista-tributário integrante da equipe nacional e regional do NAF, analista-tributário Eduardo Augusto Caimbro, também da Divic da 8ª RF.

O encontro foi patrocinado pelo Eurosocial e teve como propósito apoiar a Direciona de Impuestos y Aduanas Nacionales (Dian) da Colômbia e as instituições de ensino superior que estão implantando os Núcleos de Apoio Contábil e Fiscal (NAF) localizados em zonas afetadas pelo conflito armado. O evento contou com a participação de convidados especiais da Receita Federal, da Universidade de São Paulo (USP) e da Administración Federal de Ingresos Públicos (Afip) da Argentina.

Os representantes da Receita Federal conduziram o painel com a apresentação sobre a criação dos Núcleos de Apoio Contábil e Fiscal (NAF). Foram apresentadas palestras sobre o processo de criação e funcionamento dos NAF, os serviços oferecidos e modalidades de assistência, as estratégias de capacitação dos estudantes, as estratégias de sustentabilidade dos núcleos e as estratégias de monitoramento e avaliação.

A Receita coordenou também o painel sobre a forma de comunicação dos NAF com os cidadãos. Durante o evento, foram inaugurados mais dois núcleos na região de Caquetá na Colômbia.

 
Ações do documento